Fortaleza, Sábado, 25 Mai 2019

Tecnologia da Informação

Quarta, 19 Setembro 2018 07:44

Proposta de redução de desperdício de alimentos

Avalie este item
(2 votos)
Desperdício de Alimentos Desperdício de Alimentos

Proposta de Redução de Desperdício de Alimentos em Estabelecimentos Comerciais

Francisco Flávio de Souza

Introdução e Motivação

É comum vermos nos supermercados, feiras, centros de abastecimento, etc. o grande desperdício de produtos perecíveis, mais especificamente, alimentos como frutas, legumes e verduras. Após permanecerem certo tempo na prateleira desses estabelecimentos por não terem sido adquiridos ainda pela clientela, esses produtos passam a ter a aparência afetada no que diz respeito ao brilho, à cor, ao sabor, ao odor, ao volume, etc., já que não têm mais o frescor inicial, embora mantenham, ao menos em grande parte, suas propriedades nutricionais e não ofereçam risco à saúde humana. O problema é que quanto mais tempo esse tipo de produto permanece na prateleira, menor é a probabilidade de ele ser adquirido, já que o cliente irá preferir os exemplares de melhor aparência obviamente. Na tentativa de minimizar a perda, uma parte dos estabelecimentos promove a redução de preço desses produtos que já estão na prateleira por alguns dias, porém, mesmo assim, o que se vê por meio de reportagens e de estudos realizados sobre esse assunto é que ainda há uma grande quantidade desse tipo de alimento sendo enviada para o lixo.

Se analisarmos bem essa situação, veremos que esses produtos, antes de terem sido jogados no lixo, por um certo período de tempo, poderiam ter sido consumidos normalmente, mesmo após a perda de parte de sua “atratividade”, porém, justamente por causa de sua aparência, já se sabia que dificilmente seriam comprados. Então por que não foram doados nesse período? Essa é uma pergunta que muitos podem fazer, porém o que talvez eles não saibam é que um dos empecilhos é o de que esses estabelecimentos poderiam ser responsabilizados, caso doassem algum produto que prejudicasse a saúde de alguém. Além disso, tais estabelecimentos não iriam assumir o custo de fazer uma triagem meticulosa e criteriosa desses produtos a fim de poder garantir que eles estivessem aptos para o consumo humano ao serem doados. A opção por descartá-los é bem mais prática e barata, não é mesmo? Enquanto isso, centenas de milhares ou até milhões de pessoas passam fome ou grande necessidade, culminando numa crescente onda de subnutrição, doenças e mortalidade. Há ainda o fato de que ocorreu uma perda de recursos em algum ponto da cadeia produtiva, uma vez que uma quantidade de produtos que consumiu esses recursos até chegar à prateleira de estabelecimentos comerciais não atingiu ao menos o benefício social de alimentar pessoas. Estamos, pois, diante de um contrassenso: de um lado, uma grande quantidade de pessoas necessitadas de alimento; de outro, toneladas de produtos alimentícios sendo atiradas no lixo. Como resolvê-lo ou amenizá-lo?

 

   Leia Mais...

 

apoiar

 

  

 

 

 

Lido 668 vezes Última modificação em Quarta, 19 Setembro 2018 08:31

Deixe um comentário



Insira aqui o seu Nome e E-Mail para receber gratuitamente as atualizações do Blog do Anísio Alcântara

Nós também detestamos SPAM. Prometemos nunca enviar nenhum E-Mail indesejado para sua caixa postal.





| Principal | Contato | Webmail | Notícias | Android App | NASA Ao Vivo | Águias Ao Vivo | Radio FM | TV Assembléia | Livros Grátis |


Copyright © 2012 Anísio Silva de Alcântara. All Rights Reserved.


O Blog do Anísio Alcântara foi publicado no dia 25 de Março de 2012